fbpx

Higiene oral de bebês e crianças

A higiene bucal deve começar a partir do nascimento do bebê. No recém nascido, a limpeza das gengivas, bochecha e língua deve ser feita com uma gaze ou fralda umedecida em água limpa, para remover os resíduos de leite.

Com o nascimento dos primeiros dentes, por volta dos seis meses, deve-se usar uma dedeira de silicone, fazendo movimentos suaves, o que já é um treino para a escovação.

A partir de um ano pode-se iniciar a escovação, com uma escova de dentes macia e pasta sem flúor. É importante o cuidado com os dentes de leite, pois eles guiarão o nascimento saudável dos permanentes.

Prevenção

A higiene bucal adequada previne um mal conhecido, a cárie de mamadeira, causada pela falta de limpeza após as mamadas. A cárie pode surgir quando o bebê fica continuamente com a mamadeira com leite ou suco de frutas na boca enquanto dorme, ficando os líquidos empoçados ao redor dos dentes durante o sono.

Se as mamadeiras forem usadas como chupeta na hora de dormir, deverão conter apenas água, e as chupetas nunca devem ser mergulhadas em mel ou açúcar.

Os microorganismos da bactéria causadora da cárie (Streptococcus mutans) podem ser transmitidos pelo contato direto da mãe com o filho. Assim, não se deve soprar a comida do bebê nem experimentá-la com o talher dele.

Se aparecerem manchas brancas ou opacas nos dentes, a criança deve ser levada ao dentista. Com uma programação preventiva, a incidência de doenças bucais poderão ser evitadas, garantindo um sorriso saudável.

Leite materno

É importante lembrar também da alimentação do bebê. O leite materno, além da indiscutível propriedade nutricional e psicológica, também colabora na saúde bucal. Mamando no peito o bebê respira pelo nariz, é obrigado a morder, avançar e retrair a mandíbula, propiciando o correto desenvolvimento muscular e esquelético da face, possibilitando obter uma boa oclusão dentária.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *